quinta-feira, 5 de abril de 2018

Fica calma, respira e faz uma lista

Reprodução/Pexels
Sempre gostei de planejar as coisas e, de fato, posso dizer que me divirto fazendo listas e planilhas. Isso me deixa mais leve porque ver tudo aquilo que eu preciso fazer organizado em um único lugar me acalma. Claro que essa leveza toda some quando eu estou tentando zerar a lista ou na correria entre um item e outro. Normal na minha vida.

Apesar de eu não gostar desse que julgo ser um traço da minha personalidade, essa foi a forma que encontrei para lidar com as cobranças e responsabilidades do dia-a-dia. E, embora eu me sinta pressionada por esses afazeres enumerados, listas e planilhas me ajudam a vislumbrar uma espécie de futuro próximo.

Mas, claro, elas não são milagrosas. Nem mesmo as listas mais completas são capazes de fazer desaparecer toda a indecisão sobre o futuro: onde vou morar? o que vou fazer quando terminar a faculdade? em que área do jornalismo devo apostar? Essas e outras perguntas simplesmente rodam e rodam na minha cabeça quando deito na cama e tento dormir. Meu coração acelera, eu tento respirar pausadamente e, muitas vezes, me pego abrindo e fechando os olhos no meio da noite na tentativa de afugentar esses pensamentos. Não é fácil.

O futuro me assusta e, pela conversa que tenho com amigos e familiares, vejo que com eles não é diferente. Apesar do presente ser maravilhoso, me assusta a ideia de viver os próximos 10 anos de forma que eles se assemelhem a borrões ou grandes vácuos na minha memória. Me assusta a ideia de pensar "mas o que eu fiz da minha vida?". Me assusta isso de não saber.

Tem horas em que eu acho bem bobos esses medos e até consigo rir, mas tem outras em que eles quase me engolem e eu sou forçada a organizar meus pensamentos. Esses mesmos medos fazem emergir questões que já tenho bem resolvidas em mim e eu só fico: "mas qual motivo de eu estar pensando nisso de novo???". Pegadinhas do subconsciente.

Hoje eu me vejo em uma espécie de jornada de autoconhecimento e isso tem feito com que eu me interesse cada vez mais por coisas que permitam uma compreensão maior do meu corpo e mente - como horóscopo, mapa astral, tarot, ioga etc. Tem sido tão enriquecedor e bom ao mesmo tempo que eu me sinto no caminho certo apenas por estar me conhecendo mais.
.
Esse é mais um post do BEDA e, apesar de estar na lista de temas que me programei para escrever, essa programação já está quase ruindo. Vamos levando e ver no que dá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário