quinta-feira, 2 de junho de 2011

Não entender...


Não entender é não perceber
o que há por trás do que se deixa escapar,
daquilo que não se deixa afugentar,
que não se encontra em si ao se perder.

Não entender é ver borrado.
É ver o realismo impressionista;
ver e achar que se pode confiar na vista...
desconsiderar, deixar pra lá, deixar de lado

E não entender é eterna confusão
onde achismo e essência são um misto
que resultam em algo esquisito,
algo nada igual, uma primeira impressão

Não entender é escrever pra dentro
É desejar a forma e não vê-la feita
Não saber porque resulta imperfeita
quando tudo o que se quer é explicar um momento