domingo, 22 de abril de 2012

Doses de mim...



Não é que eu suma
Ou que eu finja que não existe
Só passo dias em coma
Enquanto o drama insiste.

Enquanto roda a vida
E para todo o resto
Começo a minha ida
Buscando o lado inverso

Pra não fazer sentido
Pra ser desfigurado
E  ter um objetivo
Eternamente revoltado

Que mude à vontade
Que se faça só em si
E que acabe em metades
De mil doses de mim.

Um comentário:

  1. Coma seria aquela fase em que você não sente de verdade a própria vida, meio fora de sintonia com o ritmo que ela toma quase que por vontade própria. Ou pelo menos eu entendi assim. Incrível como as vezes não há nada no dia-a-dia que nos faça sentir vivos.
    Ou eu posso ter entendido completamente errado, claro.

    ResponderExcluir