segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Adeus, China - O último bailarino de Mao


Esse foi meu último livro do mês de novembro. E, devo confessar, tenho um interesse especial sobre livros que retratam a vida na sociedade chinesa, tanto do período de Mao quanto da época da reforma e abertura. Me interessa também por ser um país com passado socialista , o que ajuda bastante a entender como se dá, na prática, uma sociedade com sistema diferente do que vivemos no Brasil.

“Adeus, China” é um daqueles livros que vi e, imediatamente, coloquei na minha lista de leitura. Ficou na lista desde 2010 e somente agora pude lê-lo, mas valeu a pena. Vamos então à resenha.

Cunxin é o sexto dos sete filhos do casal Li. Moradores de uma comuna chinesa muito pobre, são da classe dos camponeses que juntamente com os operários e soldados são as classes benquistas da China de Mao Tsé Tung. Nessa época a China, hoje o país mais populoso do mundo, passava pela reforma cultural: todas as influências consideradas capitalistas eram severamente proibidas e punidas.

Através de suas memórias, Cunxin relata nesse livro em primeira pessoa como foi sua infância durante esse período tão singular da história. Um relato que poderíamos nunca saber se não fossem os acasos. Cunxin era fadado a uma vida que não fugiria muito do que o cercava: o trabalho no campo. Seus pais trabalhavam na comuna buscando sustentar os filhos através do cultivo da terra, onde todo dinheiro conseguido era dado ao líder que repartia entre todas as famílias do povoado de acordo com as horas trabalhadas por cada família. Para conseguir uma quantia maior em dinheiro que pudesse sustentar a toda a família, sua mãe também tinha que trabalhar, além de realizar as tarefas domésticas.

Sabemos assim como é viver tendo como preocupação diária apenas a sobrevivência. Comida diversificada era um luxo reservado apenas ao ano novo chinês.

Com essa infância que não apresentava nenhuma perspectiva, uma oportunidade surge. Uma chance em um milhão: Cunxin é escolhido para treinar balé na academia de Madame Mao, onde seria instruído em chinês, matemática, filosofia e dança em seus diversos aspectos.

Sua dedicação não é notável durante os primeiros anos na academia, mas o dever de honrar e não envergonhar o nome da família dão ânimo a Cunxin e o fazem se destacar e, com a ajuda de um professor que enxerga seu potencial, ele passa a amar o balé.

Sua performance é dedicada e muito bem treinada. Com o tempo outras oportunidades surgem e o sonho de ser referência no balé internacional torna-se realidade.

Autor: Li Cunxin 
Editora: Fundamento
IBSN: 9788576761808
Páginas: 400
Edição: 
Ano: 2007

5 comentários:

  1. Oi Andressa, eu gostei muito da sua resenha!
    Apesar do livro não ser exatamente o estilo que eu costumo ler, me interessei bastante pela leitura dele.
    Não conheço muito da história ou cultura chinesa, e acho que tô precisando fazer uma 'viagem' à China pra conhecer, então, como não posso ir pessoalmente, vou viajar através desse livro, hehe ;)

    Vou aguardar ansiosamente seu próximo post!
    http://boombacereja.blogspot.com.br/

    xx

    ResponderExcluir
  2. Não sabia deste livro, depois da sua resenha vou ter que ler!!
    Adorei seu cantinho..
    bjos
    www.blogbatepapoentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, ainda não tinha ouvido falar desse livro, com certeza irei ler!
    Beijinhos :3

    ResponderExcluir
  4. Linda, acabei de te indicar para uma TAG no meu blog! Confere lá!

    http://maquiandocomcynthia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ótimo texto de resenha. Meus parabéns! Amei a maneira que vc usou para se expressar, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura...a capa do livro é linda ela traz o universo como tema.
    http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=78725243

    ResponderExcluir