segunda-feira, 14 de junho de 2010

Livro da Vez : Aprendendo Inteligência


Esse livro foi escrito por Pierluigi Piazzi, italiano que veio ao Brasil, pequeno ainda, com seus pais, movidos pela promessa de que este seria o país do futuro. Bom, está esperando até hoje. Nesse livro o prof° Pier discorre sobre o bem escasso do século XXI: a inteligência. Também responde a quatro perguntas básicas: Por que, Quando, Quanto e Como estudar. Vamos lá, então...
  • Por que estudar?
É necessário o estudo pois hoje, por dia, milhares e milhares de informações novas são criadas. O mundo muda e, para acompanhá-lo, é necessário que compreendamos essa mudança. Sem contar que hoje o mercado de trabalho não quer mais papéis e diplomas, mas sim inteligência, cultura e criatividade. O conselho do prof° Pier é "Estude Melhor", ao contrário do "Estude Mais" que crescemos ouvindo na escola, dos pais, parentes e de nós mesmos!
  • Quando estudar?
O objetivo de todo estudo deve ser sempre aprender. Mas, o que vemos no dia-a-dia, são alunos que, quando estudam, querem apenas "ir bem nas provas, tirar boas notas e passar de ano". Isso é muito errado, pois dá ao aluno a sensação de que sabe algo; porém, quando se estuda desse modo, o que fazem é manter provisoriamente informações no hipocampo (no livro, este é comparado a memória RAM de um computador). O hipocampo seria um espaço pequeno, provisório, no qual as informações, dificilmente sobrevivem a uma noite de sono. Ou seja, trabalho perdido!

O certo seria armazenar informações no córtex (no livro, comparado ao HD). Só pra se ter uma idéia do da dimensão, se uma pessoa estudasse 10 horas todos os dias, essa memória se esgotaria em, aproximadamente, 400 anos. O que achou?? Porém, é difícil escrever no córtex, por isso muitos alunos cedem à tentação da facilidade de se escrever no hipocampo.

As informações, no entanto, necessitam de certos requisitos para serem "salvas" no córtex:

1. Precisam estar ligadas a alguma emoção forte, significativa. Exemplos: alegria, felicidade, êxtase ou até mesmo tristeza, raiva. Porém, o que acontece é que as informações são recebidas com a maior indiferença. Isso é um grande problema. Esse requisito pede apenas que você se "ligue", de alguma forma (sentimental e não racional) ao que você estuda.

2. Informações são salvas durante o sono. Isso mesmo, nada de ficar virando noites e noites de estudo, pois não adiantará se seu cérebro não tiver um momento para processar a informação e salvar o conteúdo.

3. "Entender é na aula, aprender é em casa". Com isso você entende que precisa de um tempo pra estudar em casa e absorver o conteúdo. O professor tem por objetivo te fazer entender, aprender fica por sua conta. Deve-se estudar todos os dias, exemplo: quem vai ao cursinho, escola ou faculdade de manhã deve estudar à tarde.
.
.
.
Continua no próximo post. Até lá, então...

Nenhum comentário:

Postar um comentário