domingo, 31 de outubro de 2010

De pensamento e de vida...


Eu pensei ter andado tanto
que pensei estar cansada
Pensei que era demasiada
minha breve jornada.

Pensei num infinito
que se acabasse por inteiro
Pensei na despedida
que me arrasasse o corpo inteiro.

Pensei no rosa e existi
Pensei ter pensado
Por um longo tempo dormi
Mal percebi, já havia chegado.

Pensei, ingênua e inocente,
em coisas banais
Pensei "por que tanta gente?"
Pensei em botos, lendas, carnavais.

Pensei nos números amigos
Pensei nas letras envolventes
Pensei nos algarismos antigos,
nas palavras doces e quentes.

Pensei no amor pra vida inteira
Nas alegrias dos momentos
Pensei nas frases faceiras
pensei na anulação do sofrimento.

Pensei no depois
pra não pensar no agora.
Pensei, vivi e pensei
Mal percebi, fui embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário