sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Dia Nacional do Livro Didático


Hoje é o dia de refletirmos sobre a importância de um item que foi presente em nossas vidas escolares: o livro didático. Quem nunca voltou pra casa com um volume grosso de biologia ou química? Pois é. Eu ficava feliz quando meu nome era o primeiro assinado na capa do livro, hehe. E quando tinha que levar para casa e encapar? Eu e nostalgia.

Mas os tempos foram mudando e eu não gostei do resultado. No Ensino Médio vieram com um tal de Jornal do Aluno, que substituiria o livro didático. Era um troço horrível: ocupava mais espaço que a carteira. Também não durou muito, logo foi substituído pelas apostilas, que são piores ainda. Se você pensa que é algo comparado às apostilas do Anglo e Objetivo, não se iluda. Está mais para aquelas revistas fininhas de farmácia, sabe? Só que sem a qualidade do papel, da diagramação e até mesmo de conteúdo.

Continuam a sustentar a tese de que as apostilas servem apenas de apoio aos livros didáticos, mas na minha época de Ensino Médio (anos 2008-2010), não era bem assim. Os livros foram praticamente deixados de lado. Foi o fim de uma era.

Livro Didático e seu intermediador

Mas o Livro Didático nada seria sem seu principal intermediador: o professor. Claro, com exceção dos autodidatas, os demais vêm nessa figura - que traduz o conhecimento escrito de forma que ele alcance pessoas - um facilitador do conhecimento.

Por isso, registro aqui um poema que encontrei e que trata dessa relação livro-professor.


Nessa data, reflita sobre o papel que os livros didáticos tiveram em sua vida. Não sei vocês, mas eu nunca vou esquecer o ALP, livro didático de português que usei no Fundamental II e de como minha escrita melhorou significativamente com o auxílio dele.

Por isso, desejo para todos nós um Feliz Dia Nacional do Livro Didático!

8 comentários:

  1. Nossa Adorei sua iniciativa de expressar sua opinião sobre o livro didático aqui no seu blog ,é bom quando as pessoas fazem isso.
    Eu gostei ,parabéns .
    http://garotinhaadolescentea.blogspot.com.br/2015/02/resenha-na-escuridao-dos-dias.html

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Bom, quando eu estudava tinha o livro didático e o caderno do aluno, mas os livros eram deixados de lado e o caderno realmente deixa muito a desejar, mas é mais prático para os alunos :C Enfim, gostei do post, acho muito importante o uso de livros didáticos e parabéns para eles (atrasado) o/

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oii,
    Eu não gosto muito dos livro didático :v e porque na minha escola eles só servem para dar peso nas nossas mochilas, costumamos usar muito as apostilas. Mais gostei da sua iniciativa pra falar do livro de didático. Gostei bastante do post :)

    Abraços!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu nem sabia que os livros didáticos tinham um dia kkk
    Eu também adorava poder leva-los pra casa. Por mais que fosse pesaroso, pra mim era uma honra, uma responsabilidade que eu adorava ter :)
    Não cheguei a conhecer as apostilas e o Jornal do aluno que você citou e fico muito feliz por isso kk *-*
    Abraços

    Dezenove Primaveras

    ResponderExcluir
  5. Olá , bacana o seu post e sua opinião sobre livros didáticos, mas no meu caso te confesso que quase nenhum foi de muiiita ajuda rsrs' aprendia mais com outros, o único que era essencial para mim era o de matemática no ensino fundamental rsrs'
    beijocas
    jeeh sena

    ResponderExcluir
  6. Oie, Andressa!
    O seu post foi o único que vi sobre o tema. Apesar de não curtir tanto os livros didáticos porque não acho que eles se esforcem pra nos passar a verdade das coisas (na minha escola católica, por exemplo, estudei por um livro que jamais me falou da crueldade das Cruzadas). Mas minha mãe é professora, então quanto ao intermediador: respeito sempre! E respeitaria mesmo que a profissão da minha mãe fosse outra.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bem?

    Olha não sei você, mas eu não tenho lá tantas lembranças boas, porque estudava longe de casa, então levar todos aqueles livros pesados, só pensava na dor que dava na coluna...

    abs.

    http://perdidoemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Belíssima postagem! E bela homenagem aos mestres.
    Também não esqueço dos didáticos e assim como vc, mergulhei em nostalgia aqui lembrando das tarde a encapá-los, colocar etiqueta com nome e série. E na época que eu estudava eram vários... português, matemática, história, geografia... delícia. Hoje em dia, aderiram às apostilas, mas não acho uma boa, mesmo porque, quem as usa de apoio? O aluno se restringe (e olha lá!) ao que está nelas somente.
    Ahhh... obrigada pelo link do face, eu fui lá no grupo. Ainda não consegui participar do desafio, pois estou lendo temas diferentes dos propostos, mas gostei muito e espero que dê certo participar de algum.
    Abração e lindo dia.

    ResponderExcluir