sexta-feira, 5 de março de 2010

Fugindo à regra...


"A minha vida está de pernas pro ar. Tudo está fugindo do meu controle. Ah, doce ilusão minha! Nunca tive controle algum, sempre fui do tipo que faz de tudo para agradar. Na escola, a primeira da classe, em casa, uma filha perfeita... Enfim, esse era meu mudo. Mas insistem em refazer os planos que eu, pacientemente durante anos, arquitetei pra minha vida. Bossais! Como ousam alcançar tão elevado grau de prepotência julgando minhas escolhas como coisas fúteis? Como ousam? Estou cansada de tudo isso! Estou mesmo cansada, no sentido mais literal possível. Agora, tudo o que eu queria era me trancar sozinha e, ao menos uma vez na vida, ter minha privacidade respeitada.

Por que será que é tão complicado assim entender que o outro também tem sentimentos, sonhos, desejos a realizar? Por quê? Será que o que separa um ser humano do outro é um abismo tão profundo assim? É tão difícil perceber que o outro está esgotado, sem forças?

Estou cansada de todos os dias tentar, em vão, impor minha opinião. Impor? Impor, não, o que faço é suplicar para que me ouçam. E por que não me ouvem se estou rouca de tanto gritar? Minhas ações gritam, minhas expressões gritam. Eu não quero fugir do que sou e não quero que me obriguem a fazer isso. Mas tenho plena consciência de que essa minhas táticas para que isso não aconteça têm, frequentemente, falhado. E eu não quero perder a guerra, não agora. Apostei todas as minhas fichas em mim, não posso perder!" 

Relatos desesperados que não ouvimos...
.
.
.
Por que não sabemos escutar?

Um comentário:

  1. MAGNÍFICO!!!

    O primeiro passo para a frustação é o excesso de expectativas mas, a maior frustração acontece quando as expectativas estão depositadas em nós mesmos!

    Pense nisso! E não se dedique a ser 'tão perfeita'!

    Beijos

    ResponderExcluir