segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Impaciência minha de cada poema...


Não, não sei o que escrever!
E, quando isso acontece, fico assim
Escrevendo devaneios só pra mim
(Mas sempre publico pra você ler...)

Você tem mais o que fazer,
Eu sei. "Onde já se viu ser assim!
Trazendo seus devaneios para mim.
Acha que sou obrigado a ler?"

Não, não é. Então, me ajude aqui!
Me diga aonde se esconderam os verbos
Mas me diga o lugar certo
Pois informação errada só faz confundir...

E se não quiser, fica assim mesmo:
Eu finjo escrever poemas pra você,
Você finge se importar com o que lê
E eu fico assim, escrevendo a ermo...

Um comentário:

  1. *_*
    O que dizer em um texto tão belo?!
    Não seiii... não sou tãoo boa quanto vc!

    Beijos!

    ResponderExcluir