sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Diário de Classe - A verdade


OBS: Livro lido e resenhado para o Desafio Literário Skoob 2015, na categoria "O último livro que comprei.

Etapa: 1 de 12

Fui à uma livraria no Centro de São Paulo que estava com promoções para diversos livros. Na busca desenfreada por Inferno e Mentirosos, eis que o livreiro solta: "Não temos nenhum lançamento, nem adianta procurar". Olhei para o lado e encontrei uma pilha com uns 7 exemplares do "Diário de Classe", livro lançado no final de 2014...

Há uns tempos eu andava de olho nos alertas e denúncias que a Isadora fazia em sua fanpage sobre sua escola pública. Essa fanpage ganhou visibilidade mundial, conseguindo assim dar o impulso para criação de sua ONG, com projetos que incentivam uma educação pública de qualidade, e acabou resultando nesse livro fantástico.

No livro, a Isadora narra a trajetória do Diário de Classe desde o início, quando ele era uma voz gritando sozinha, e intercala com sua vida pessoal e como ela foi afetada a partir do momento em que ele, uma garota de apenas 13 anos na época, ousou fazer o que ninguém teve coragem de fazer. Sua atuação é conhecida como "ativismo cibernético". Poucos acreditaram que o "ativismo de sofá" (como muitos chamam) pudesse ter algum resultado de fato.

No entanto, com a ajuda do facebook, a menina que se inspirou na escocesa Martha Payne, obteve resultados que muitos duvidaram e até desencorajaram: melhorias reais na estrutura de sua escola.

Isadora é daquelas que não têm medo de cutucar a ferida. Aliás, como ela bem argumenta, a escola pública não é de graça, pois todos pagam com seus impostos. Quando pensamos que o Brasil é o país com os impostos mais altos do mundo, nada justo - e lógico - do que cobrar excelência dos serviços públicos que são prestados, certo?

Por isso, chega a parecer irônico que alguém poderia se opor a essa iniciativa. Mas isso aconteceu e foi dentro da própria escola dela. Acostumados a mamar nas tetas do ineficiente sistema burocrático de ensino público, os funcionários da escola (professores, substitutos, merendeiras etc) não gostaram da atitude de Isadora. 

Isadora merece nota 10 e este livro que merece 5 estrelas, pois não foi escrito apenas para contar uma história com um final legal em belas palavras. É um livro de teor crítico, que dá uma lição de cidadania e iniciativa. Saber que temos brasileiros dispostos a mudar o status quo é retificar a importância de dar o suporte que eles precisam desde cedo, através de um ensino de qualidade e excelência.

Abaixo estão dois links para você conhecer mais do que a Isadora está fazendo pela educação pública brasileira.

Site da ONG Isadora Faber | Link da Fanpage

Autora: Isadora Faber
Editora: Gutemberg
IBSN: 9788582351055
Páginas: 272
Edição: 
Ano: 2014

7 comentários:

  1. Nossa! Não conhecia este livro mas sua resenha me deixou muito curiosa! Parece muito interessante e de uma história bem forte. Vou procurar um exemplar na livraria da minha cidade!
    Parabéns pelo post, super bem escrito! Adoro o blog <3 Muito sucesso pra você.
    Beijos,
    Vitoria.
    P.s: saiu uma nova parte da web Caso 54 - Tales, corre conferir! http://lonelyfireflies.blogspot.com.br/2015/02/web-caso-54-tales-capitulo-2-parte-3.html#.VNZ4VfnF-EM

    ResponderExcluir
  2. não conheci esse livro mais pela sua resenha parece ser bem interessante, vou ver se acho ele por aqui, obrigado pela dica flor, um bjo <3

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bom?
    Eu sou super fã da Isadora, são pessoas como ela que mudam o mundo para melhor! Acho que é nossa obrigação apoiaa-la visto que ela fez uma coisa que muito marmanjo nao tem coragem. A indignação dela é na verdade a coisa mais saudavel do mundo, se acostumar com a pessima qualidade na escola é sinal que nao estamos bem, estamos paralisados e desanimados. Fechar os olhos para essa realidade é a pior coisa que podemos fazer!
    Beijos
    CarolMello.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, flor.
    Lembro-me da Isadora. Costumava acompanhar seus posts sempre, mas fiz um novo perfil e esqueci de curtir de novo o Diário de Classe. Estou fazendo isso agora mesmo.
    Ela é fantástica. É a prova viva de que mudanças podem ser feitas se a gente tiver vontade, pois vai contra o estereótipo de "protestante": é apenas uma criança de 13 anos, não a vemos em passeatas como a dos 20 centavos e sua mobilização é toda pela internet. Devia ser eleita como uma das personalidades influentes do Brasil. Do jeitinho dela, ela influenciou e muito a todos nós.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Depois dessa resenha, eu fiquei com muita vontade de ler esse livro.
    Muito obrigado por compartilhar essa literatura com gente.
    Parabéns pelo o seu post, ficou perfeito!

    http://www.ciceromattos.com

    ResponderExcluir
  6. Olá amore, amei sua resenha... Há tempos estava curiosa para ler este livro e infelizmente não aproveitei a promoção que teve com o livro. Mas enfim, parece ser um ótimo exemplo e que todos deveriam seguir. Espero ter a oportunidade de ler este livro em breve!
    Beijos, sucesso.

    ResponderExcluir
  7. Putz, que show!!!!
    Eu acredito muito no ativismo cibernético, aliás, o que mais me irrita no face é a quantidade de inutilidade em vez de se fazer algo concreto. O que não faltam são coisas pra serem fiscalizadas nesse Brasilzão de meu Deus e tantos que vivem com celular fazendo selfs idiotas poderiam muito bem, de vez em qdo, fazer algo de bom... Adorei e estou anotando a dica pra colocar na minha "pilha" pra ler.
    O seu blog já é o segundo que leio sobre o Desafio Skoob. Sou cadastrada lá e não vi nada, como funciona?

    Abração esmagador e ótimo final de semana.

    ResponderExcluir