quinta-feira, 6 de agosto de 2015

5 revistas digitais e sites femininos alternativos


A internet tem seus pontos bons e ruins, mas também tem os ótimos. Dentre as vantagens de pagar um plano de internet - que na maioria das vezes é super lento, sem falar na internet do celular, então... aff - está o acesso a um conteúdo alternativo, que sai da caixinha daquilo que estamos acostumados a consumir.

Um desses conteúdos super ótimos é direcionado ao público feminino. Se você não tem internet lhe restam tv e revistas. E, convenhamos, isso aqui e isso também não expressam mulheres reais que trabalham fora, em casa, estudam e blogam, né? O glamour empurrado goela abaixo vendido nas novelas e capas de revista é puro photoshop e ilusão de ótica. 

Mas, voltando à ideia da internet, hoje temos opções e isso significa um rompimento com essa papagaiada de mulher idealizada-perfeita-santa-gata-gostosa. Isso porque essas opções disponíveis nos possibilitam ver um outro lado que acaba expressando muito mais a realidade do que é ser mulher. E  como não se sentir representada assim, enxergando a realidade na lata, não é?

E daí, eu estava me sentindo super contente com essa representatividade e com o acesso a informações que acrescentam algo na minha vida quando pensei: será que as pessoas conhecem essas revistas digitais e sites femininos alternativos onde não são obrigadas a engolir baboseiras da mídia tradicional? Se não conhece, acredite: você vai gostar. Não importa se você é homem ou mulher, o conteúdo é muito bom para quem entende que esses paradigmas e amarras sociais precisam ser superados. Bora lá, então.

1. Capitolina


Faz um tempinho que eu conheço esse site e ele é super bacana. A proposta é a de um site voltado para garotas adolescentes que não se veem representados nas mídias tradicionais. Os assuntos são diversificados, indo de cinema e culinária a quadrinhos e games.

Tem muitas colaboradoras, de várias áreas, que fazem ilustrações e escrevem colunas super legais. Ah, e também está no facebook.

2. AzMina


Conheci essa revista digital - que ainda está em formação - através do projeto criado para financiá-la no juntos.com.vc A questão da falta de representatividade da mulher real -seja ela cis ou trans - é o fator motivador desse projeto.

AzMina também está no face e lá você vê que a coisa é feita ali, lado a lado, com participação do público, seja na ajuda pra levantar verba ou na junção de material.

3. Lado M


Quando eu vi esse vídeo, tive que compartilhar imediatamente. E foi assim que eu descobri o site Lado M. Nele você percebe de cara que o diálogo é de mulher real pra mulher real.

O canal também tem conteúdo super bom e, sem contar que você aprende muito. Vale a pena, gente.

4. ModeFica 


Procurando por informações sobre coletor menstrual, um dos sites que chamou minha atenção foi o ModeFica. Lá elas têm um projeto de colaboração tão legal que eu fiquei empolgada - porque, né, tô na esteira do jornalismo e quando a gente vê conteúdo bom com oportunidade os olhos brilham.

Sem contar que elas veem com um amor aquilo que é de produção artesanal e nacional que dá orgulho. E, pra me ganhar por completo, descobri o ModeFica Offline. Gamei. 

5. Think Olga


E por último - mas não menos importante - tem esse site que me deixou sem palavras quando o conheci através da campanha Chega de Fiu Fiu.

Os amigos divulgando em peso no facebook e eu fui conferir e senti aquele orgulho de saber que há sim coisa boa pra se ler e acompanhar nessa internet. 

***

Se você não conhece alguma delas, sugiro que separe um tempinho para conhecê-las. Ah, se você conhece alguma revista com conteúdo bacana e que vai na proposta dessas 5 que separei nesse post, me avisa pelos comentários ou na fanpage. Ficarei agradecida.

5 comentários:

  1. Amei, amei, amei mesmo o teu post! Até então conhecia a Capitolina e a Think Olga.
    Com certeza vou trazer seu post para o meu post de links da semana. :)
    Tem muita gente precisando conhecer revistas e blogs com assuntos bacanas.

    Beijos, Fran.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo perfeitamente como é estar atrasada, rsrsrs. E a cada dia mais em que concilio 'lazer' e responsabildiades, percebo que o que vale é a intenção :) Obrigada e fica 'deboas'. ;)

      Excluir
  2. Oieee!
    Amei, confesso que não conhecia nenhum, mas adorei conhecer todos, são ótimos *O*

    http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei a lista! Lembrei do Blog da Lola... que eu não sei se se adequa a sua concepção ao criar esse post..de qualquer forma, é um blog bem conhecido no mundo das feministas e que tem um conteúdo legal.:)

    ResponderExcluir
  4. Primeiríssimo blog que acompanhei foi o Escreva Lola Escreva. Ali é simplesmente um espaço que contribui bastante com essa questão de conteúdo voltado para debater a condição da mulher. Nossa, confesso que na hora de escrever esse post deixei escapar. Obrigada por me lembrar :) e fica aí uma super dica para um próximo post.

    ResponderExcluir